Os 10 mandamentos do homem casadO

O QUE TODA MULHER GOSTARIA QUE SEU AMADO FIZESSE (OU NÃO) – Com esta sensível e bem-humorada versão dos dez mandamentos, o jornalista e poeta FABRÍCIO CARPINEJAR* dá um recado aos homens, revelando uma incrível intimidade com a alma feminina

foto Karine Basilio

1. NÃO TERÁS OUTRAS DEUSAS DIANTE DE TI

Você, como a maioria dos homens, encontra uma colega de trabalho, percebe imediatamente que ela mudou o cabelo e a elogia. Mas, quando é a sua mulher que faz poses, desfila, o beija, dança tango, chama a atenção, nada de reparar na chapinha ou no corte novo. Que tremenda injustiça! Será que é necessário acender letreiros luminosos? Nas outras, você assimila rapidamente os mínimos detalhes. Na própria mulher, nem a mudança de voz pela gripe é identificada. Que tal não criar deusas só porque estão fora de sua casa? O casamento, definitivamente, não é uma religião, é um modo de rezar acompanhado. E há coisas piores acontecendo. Depois de dias, o marido nota o penteado diferente e recrimina:" O que você fez com o cabelo?" Se não há elogios a fazer, é providencial se calar, porque a pergunta é ofensiva e mais parece uma resposta do tipo "não poderia ter ficado mais estranho". Quando sua amada compra uma roupa, seja generoso, sem rebater: "Deve ter custado uma fortuna". Convide-a para estrear o vestido. OUTRA LIÇÃO: nunca esfregue o passado dela na cara. Saiba que sua companheira contou lembranças e segredos para serem guardados, não para serem devolvidos na primeira briga. Finalmente, anote uma tática infalível para o casamento dar certo: pedir conselhos aos amigos solteiros e fazer tuuudo ao contrário.

2. NÃO TE CURVARÁS AO EGOÍSMO. PROCURARÁS A EMPATIA

Comida pronta se tolera. Mas respostas prontas enjoam o paladar. Não existe manual para montar um relacionamento. Não há desenho para o encaixe das peças. Cabe descobrir o ritmo do casal diariamente, dar espaço para a empatia e a compreensão. Em alguns momentos, sua mulher pode não ter razão, mas tem desejo, que é uma razão mais forte do que a razão. Ou o sentimento não é uma verdade? Claro que sim, o sentimento é o corpo pensando em voz alta. Toda circunstância exige uma leitura nova. É arrogância supor que qualquer problema tem a mesma solução, é egoísmo praguejar que ela costuma inventar tempestades em copo de água, que faz drama. Quando a mulher que você ama chega em casa abalada e desconsolada, sua primeira reação será questionar: "O que aconteceu?" Mas, muitas vezes, não aconteceu nada que possa ser resumido, explicado, esclarecido. Não ocorreu um acidente, um terremoto: as vítimas são apenas impressões desarrumadas e confusas. E, diante da falta de resposta dela, você já deduzirá uma traição, uma ofensa, uma quebra de confiança. Em vez de ajudar, passará a cobrar a ausência de resposta. Atacará um corpo ferido. Puxará uma briga em pleno cansaço dela. Agravará o mal-estar com a tendência de se colocar sempre no centro do mundo, não admitindo que alguém possa se encontrar pior. Com a mania de adaptar a realidade às suas necessidades, vai ficar cego para os desejos do outro, não percebendo que sua companheira está precisando unicamente de silêncio.

3. NÃO PRONUNCIARÁS O NOME DELA EM VÃO

Não narre aos amigos fatos íntimos do casal nem enumere os defeitos da cara-metade. Sarcasmo deve ser usado contra inimigos. Vale a pena tomar cuidado com o veneno, desistindo, por exemplo, de falar mal de sua mulher em jantares. Não deboche da ansiedade dela por causa da TPM – a bruxaria acabou na Idade Média. Amores  terminam por palavras certas nos lugares errados. Ou palavras erradas nos lugares certos. Tudo o que você contar ao colega será contado à esposa desse colega. O telefone sem fio é sempre a conta mais cara a pagar. Em tempo: o que salva o casamento é o humor e a autocrítica. A imperfeição pode tornar a vida ainda mais engraçada se os dois estiverem propensos a rir juntos (rir um para o outro, não um do outro). Se o homem broxa e começa a brincar, volta a ficar excitado. Caso ele leve a situação muito a sério, como uma competição (que não é), se deitará novamente, só que no divã do terapeuta.

4. LEMBRARÁS DO DIA 

Que homem não gosta de jogar futebol com os amigos? Tudo bem. O impasse está na "concentração, preparação e continuação". Você se dedica, na véspera, a telefonar para o time a fim de confirmar o jogo, acorda cedo para ir ao campo, passa a tarde envolvido com os resultados, depois ainda há a conversa para comentar os melhores momentos. E aporta em casa exausto e acabado, louco para dormir. A partida, que era para durar uma hora, acaba durando o dia todo, afora os efeitos colaterais da recuperação física. O.k., pode jogar à vontade, desde que volte inteiro e amoroso. Não vá aterrissar na cama de casal para lamber o controle remoto e assistir ainda à reprise das partidas do fim de semana. A exclusividade do assunto é que cansa. Somente boneca inflável não se sentiria ultrajada. Pensando bem, até ela.

5. HONRARÁS O PAI E A MÃE DELA

Esse ponto é crucial: nada de pensar que a sogra é a sua mulher com os defeitos ampliados. Para que dificultar o relacionamento da sua companheira com a família dela? Nunca faça a advertência: "Uma visita rápida, está bem?" Não existe visita rápida para a sogra. Sogra não é caixa automático, para se sair correndo. Pense na sua mãe, que é a sogra dela. Tenha a mesma paciência.

6. NÃO MATARÁS O ASSUNTO NEM FALARÁS SÓ DE TI

Não mude de assunto de repente, porque não lhe interessa. Não parta do princípio de que já sabe tudo o que sua mulher tem a dizer. A onisciência é burrice. Agradeça o que não sabe dela, para descobrir aos poucos, devagar, sempre atento. Aparecerá na conversa uma lembrança engraçada, um detalhe caprichoso, uma frase memorável. Num filme, quando se perde um trecho, se volta atrás. No mundo real, é mais difícil repetir uma cena. O lapso sacrifica todo o sentido. Não viva um filme sem nexo, um filme pela metade, ainda mais quando é a sua vida. Ajude sua mulher a enterrar o passado e outros relacionamentos com direito a uma cruz e a um nome. E a ajude a desenterrar o futuro. Outro problema masculino é que falar de si é o assunto preferido. Ouvir? Nem pensar… Um conselho: não repita um trechinho do que ela disse, pois atesta que você não estava escutando. A tática de reiterar a última frase para fingir atenção não funciona mais. É cansativo, para a sua amada, voltar ao ponto de partida, como se nada tivesse existido antes. Ela termina enfastiada com a idéia de reafirmar toda a ladainha. Fingir o entendimento é o mesmo que não ouvir. Cuidado: quando a mulher se irrita calada, não lhe faltam argumentos, ela apenas desistiu de falar.

7. NÃO ADULTERARÁS. SERÁ SÓ AMANTE DE TUA PRÓPRIA MULHER

Descubra a parte do corpo dela que exala o perfume mais forte. Será o ponto de maior excitação. Use a respiração como voz. Não atalhe, não abrevie, não resolva. Mas avance e recue. Faça o que mais quer para logo mudar de idéia. Volte atrás como quem deixou de lado algo importante. Não pense muito, apenas o suficiente para não ser refém do corpo. Assista a si mesmo mais do que atuar. Namore as regiões de que ela tem mais vergonha. No fundo, a vergonha é discreta vaidade. Não ataque, converse com as mãos, converse pelas mãos, conserve a atmosfera sem as mãos. Defenda-se para mostrar sua vulnerabilidade. Escute o que ela não disse. Não tenha pudor. Fome é desejo. Exponha-se. Acaricie as costas dela com a cabeça e o rosto. Concentre-se na dispersão. Não banque o sério, pois entedia. Combine tranqüilidade (estar à vontade) com insegurança (não saber o que vai acontecer). Despiste sua movimentação. Quanto maior a espera, maior será a eletricidade. Não aguarde respostas rápidas. Desprendimento é diferente de descompromisso. É doação. Não durma depois. Não se afaste com pressa. Continuem se beijando mansamente. Não questione se ela gozou. Ela vai detestar ou mentir.

8. NÃO FURTARÁS O MELHOR TEMPO DA VIDA DELA

Sei, o homem se arruma em 15 minutos e ela está ainda provando o terceiro andar do guarda-roupa. Não há elevador dentro de casa, então o jeito é subir a escada da paciência degrau por degrau. Esqueça o horário do compromisso. Apenas participe da cena como se fosse uma peça de teatro. Faça de conta que ela é a atriz de um monólogo moderno. Uma mulher escolhe inúmeras, inúmeras vezes a roupa, não porque seja volúvel ou tenha dificuldades na hora da decisão, mas para ver seu corpo em seqüência. E, no momento da prova, não acaricie a barriga dela se ela não estiver grávida! Será letal.

9. NÃO DARÁS FALSO TESTEMUNHO, NÃO MENTIRÁS

Não adapte a história de acordo com as suas intenções. A omissão é uma mentira ainda mais grave. Toda mentira é detalhista, enquanto a verdade é rápida e crua. Não finja reuniões quando está bebendo com os amigos. Se o homem começa a dar muitos pormenores, é porque está mentindo. Não use jogo baixo, transformando o respeito e a preocupação dela em cobrança. Se precisar, peça desculpa. Desculpa não dói, o que dói é a falta de desculpa. Arrepender-se do que foi feito é aceitar a contradição, a oposição, a experiência negativa dentro da gente. Não há culpa onde houve vontade de acertar.

10. NÃO COBIÇARÁS A MULHER DO PRÓXIMO

O homem parte do princípio de que indivíduos do sexo masculino são todos iguais, imutáveis, enquanto as mulheres são todas diferentes. Por isso, um cara esperto não poderá deixar de conhecê-las, "perdendo sua vida" apenas com uma delas. Essa é uma das teorias mais machistas que existem. Igualmente equivocado é definir amizade como um amor sem sexo; e amor como uma amizade com sexo. Liberdade na vida é ter um amor para se prender.

* CASADO HÁ DEZ ANOS COM ANA LÚC I A , FABRÍCIO CARPINEJAR É AUTOR DOS LIVROS COMO NO CÉU/LIVRO DE VISITAS (2005) E CINCO MARIAS (2004), AMBOS DA EDITORA BERTRAND BRASIL