Te adoro

Ah!
Se as palavras pudessem dizer o quanto você me faz bem, apenas acabariam as folhas.

Pois explicando o bem que você me faz, as palavras venceriam esse universo didático.

E eu, eu estaria lidando com a certeza, de que jamais deveria ficar sozinho.

Porque assim como as palavras falam de bem, pelas folhas, o meu coração também possui um bem, talvez um bem querer, pois me queres tão bem.

E querer tornou-se a palavra chave, por que nesse querer bem, o bem que você me faz, é o bem de você existir.