Eu estou tão feliz, montei um projeto em apenas 1:30h,para o EJA, não ficou dos melhores que já fiz, mas quem sabe, sabe né….Pedagoga de competencia é isso ai…beijokas
Olhem só como ficou….
 
  1. TEMA

 

 

A Leitura Dinâmica e Inclusiva

 

Titulo

 A Leitura Dinâmica e Inclusiva no universo dos alunos da Educação do Jovens e Adultos.

 

1.1.  Público Alvo

 

Este Projeto foi elaborado para alunos da EJA de 1ª a 4ª das séries iniciais, inseridos nas Redes  Públicas Estaduais .

 

1.2. Escola Campo

Unidade Integrada “Desembargador Sarney”

 

2.      INTRODUÇÃO

 

Neste projeto pretendemos discutir a relação entre o aluno da EJA e a leitura, visa-se estimular o mesmo ao prazer pela leitura de forma dinâmica, prazerosa e inclusiva, no mundo globalizado onde a informação e o conhecimento das letras são de suma importância.

Nosso projeto pretende abordar essa proposta da capacitação do corpo discente, sua relação e comportamento diante da leitura e a sua contribuição para melhoria da qualidade desenvolvimento crítico e cognitivo.

 

 

  1. PROBLEMÁTICA

 

 

A formação de discentes da Educação de Jovens e Adultos é de certo complexa, porém não impossível. O jovem e adulto estimulado a ler um bom livro é a receita essencial para um desenvolvimento cognitivo, sendo assim, mesmo com dificuldades, é possível estabelecer uma ligação entre esses discentes e o mundo da leitura de forma prazerosa. O mais difícil é criar esse vínculo, entre o aluno e o livro, depois dessa etapa alcançada é fazer com que o mesmo não desista estimulando-o sempre que possível, enfatizando que hoje no mundo globalizado em que vivemos, faz-se necessário essa interligação do homem com a leitura para o conhecimento e inclusão.  

 

4. OBJETIVOS

·       Estimular o aluno da EJA a fazer a leitura de forma prazerosa;

·       Conscientizar que o mundo da leitura faz parte de suas vidas, tornando-os cidadãos reflexivos, críticos e incluídos no mundo globalizado.

 

5. JUSTIFICATIVA

Para que possa haver mudança no sistema educacional da EJA ao estimulo da leitura, é necessário todo um reprocesso e formação contextualizada dos educadores, sendo que, para transmitir este conteúdo, o docente também tem que fazer parte deste mundo da leitura. Como ensinar algo que não se vive? O aluno da EJA tem que ver nos olhos e sentir de quem repassa a satisfação, o desejo de vê-los inclusos num mundo cada vez mais  informado. Porém isso, não significa realizar-se fisicamente na instituição educacional. O progresso concretiza-se na imersão de formandos e formadores na realidade da instituição educacional. As necessidades de desenvolvimento emergem do contexto educacional no qual se busca desenvolver uma cultura que permita ao mentor tornar-se um agente de mudança de sua própria atuação e de seu contexto. Trata-se de uma realidade do exercício mediante um processo em que a prática e teoria integram-se em currículo orientado para a ação. 

6. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

As autoras problematizam as práticas escolares bastante comuns em relação à leitura. Elas fazem ainda uma contraposição entre o papel da leitura no contexto social dos alunos e a forma como é concebida no espaço escolar.

"Temos uma leitura como prática mecânica de aprendizagem. Temos uma escola que se arvora no direito de formar os leitores dessa sociedade, sem que a mesma seja considerada dentro do ambiente escolar. E é esta mesma escola que quer discutir a leitura como prática social, articulada com as demais práticas que ocorrerem em uma sociedade."

"Assim, ao discutirmos a leitura como prática social, é na vida dos homens que é necessário se situar, pois entende-se como prática social a interação do homem com a história, que transforma suas condições objetivas." Maria Lúcia Hage Masini e Suzana Magalhães Maia

Publicação: Série Idéias n.5. São Paulo: FDE, 1988.
Páginas: 73-76

5.      PROCEDIMENTO  METODOLÓGICO

A metodologia a ser utilizada será a seguinte:

- Pedir ajuda a comunidade em geral para doação de livros didáticos;

- Distribuir os livros aos alunos do EJA, fazer rodízios de 15 em 15 dias e pedir aos mesmos que registrem em um memorial de forma resumida o que chamou à atenção em cada obra;

- Após 03 meses, pedir aos alunos de forma individual que relatem as dificuldades para ler a obra, questões como: tempo, disposição, iniciativa, o que os estimulava para a leitura e ainda qual o autor que mais se identificaram e porque?

- Pedir que estudem e declame uma poesia de seu autor favorito. (sem ajuda da obra, no dia da apresentação).

6. RECURSOS UTILIZADOS

Obras de autores brasileiros, textos que enfatizem a importância da leitura, Painel com os nomes de autores brasileiros, suas biografias, inclusos no Projeto de Leitura.

6.      AVALIAÇÃO

- Análise relativa ao comprometimento e prazer dos alunos pelo mundo da leitura;

- Observação da participação de cada discente individualmente.

 

7.      CRONOGRAMA

 

Cronograma

Setembro

Outubro

Novembro

Dezembro

Doação de Livros

x

x

 

 

 

 

 

 

Leitura de Livros

 

x

x

x

x

x

x

 

Exposição e Res das Obras

 

 

 

 

 

 

x

 

Avaliação

 

x

 

x

 

x

 

x

 

 

8.      REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

     http://www.crmariocovas.sp.gov.br/top.php?t=005

About these ads